Início Notícias Após pressão do Sindicato e dos servidores, Câmara aprova reajuste

Após pressão do Sindicato e dos servidores, Câmara aprova reajuste

12

Nesta segunda-feira (27), o Sindicato do Servidor Público Municipal, juntamente com os servidores, pressionaram a Câmara de Vereadores pela votação do projeto de revisão salarial. O Sindicato mobilizou os servidores a cobrarem a Câmara Municipal, pois a preocupação da entidade era que após o dia 5 de julho o reajuste não poderia ser aplicado por causa de uma vedação da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O reajuste será retroativo a maio. Entretanto, o que os servidores não comemoram é que o reajuste não virá no pagamento deste mês de junho, devido ao atraso para a votação. Portanto, os servidores somente serão beneficiados com o reajuste no pagamento de julho.

Após o acordo ser homologado pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, a Prefeitura encaminhou o projeto para a Câmara de Taubaté. Desde então, os vereadores adiaram a aprovação do projeto 5 vezes e por muito pouco não adiaram ontem novamente.

O projeto de reajuste prevê a revisão salarial de 3,58%. Além disso, consta o acordo homologado no Tribunal de Justiça, ou seja, 6,45% de reajuste para a próxima data base + inflação do período de maio de 2016 a abril de 2017.

Portanto o acordo homologado pelo Sindicato no Tribunal de Justiça serviu de base para a aprovação da lei na Câmara, o que dá mais segurança e a certeza que os percentuais conquistados pelo Sindicato serão aplicados aos servidores.

 

Artigo anteriorSindicato comunica Tribunal de Justiça sobre atraso na votação do projeto de reajuste
Próximo artigoAcordo homologado pelo Sindicato se transforma em lei municipal